SONHOS E ENCANTOS

SONHOS E ENCANTOS

sábado, julho 08, 2017

Memórias de uma senhorinha

Encontrando novos sonhos


E nossa amiguinha seguia seus caminhos e fazia novas amizades. Era de seu feitio conviver com várias pessoas e ampliar seus horizontes...o que era fácil de ser realizado neste local paradisíaco.
Hoje olho pela janela de minha alma e a vejo, trilhando as ladeiras de sua mente incansável e florindo a sua alma com novos aromas e sensações . Por detrás de sua aparência calma e tranquila um vulcão de sentimentos e curiosidade ...e queria saber de tudo o que se referia à nova cidade e aos seus arredores.
Na pensão de Dona Elzi conheceu um senhor, proprietário de uma fazenda e um verdadeiro ermitão...ia à cidade somente para adquirir o estritamente necessário à subsistência em seu refúgio. Dizia-se que após ter perdido o pai, a mãe e a esposa, havia se recolhido à fazenda e ao seu mundo particular... tinha seus cães e seus bois, sua plantação de flores e cereais, seus discos e era feliz com a sua existência, nunca perturbada por estranhos. Mas , há sempre um mas em todas as histórias, não é mesmo?, e ele fez amizade com nossas amigas, nunca imaginando que ela , a nossa senhorinha, nunca se contentara em saber apenas um pouquinho da vida dos amigos.
E aqui faço uma pausa para lhes pedir que não critiquem  este lado curioso e até mesmo ”invasivo” de sua personalidade...era , lembram-se?, uma faceta de seu temperamento que nunca ninguém havia conseguido represar. Colocar diques em águas caudalosas seria até mais fácil...
Feita a devida ressalva, voltemos aos fatos. O senhor ermitão as convidou para uma visita à fazenda e ela, prontamente aceitou sem mesmo saber se a amiga Drinha gostaria desta aventura. Por que uma aventura?  A fazenda era bem distante da cidade, o acesso  difícil e perigoso por uma estrada cortada por riachos , cujo percurso seria mais adequado para um jeep ou uma camionete com tração nas quatro rodas. Na época possuíam um fusca , valente na realidade, mas nada apropriado para esta empreitada.
E chegou o esperado dia, um sábado ensolarado e radiante. E radiante e ensolarada estava nossa senhorinha ao preparar a cesta de piquenique e as guloseimas para a viagem. Bem cedinho pegaram a estrada e com o som do carro ligado, iniciaram o percurso. A estradinha era estreita e pedras se misturavam ao saibro que cantava sob o impacto dos pneus...passaram bem pelo primeiro riachinho que brilhava ao sol. Paravam de vez em quando para fotografar a beleza da paisagem e assimilar o encanto e o sabor daquele dia tão especial. Após duas horas de viagem, pararam em uma acolhedora sombra de uma árvore e degustaram algumas frutas...ao longe avistavam algumas fazendas e sítios e chaminés soltavam a fumaça característica do preparo do almoço nestas casas.
Alma acolhida pelo caminhar nas horas e na beleza, passearam a alegria e voltaram ao carro e à espera que o destino estivesse próximo. Latidos de cachorros cada vez mais próximos indicavam a aproximação  ...e após uma curva surgiu a fazenda tal qual a imaginavam. Um último regato a transpor e estariam lá. Passaram por ele  desceram do carro e chegaram a uma porteira que mostrava do lado de dentro três enormes e furiosos cães. Ameaçadores e mostrando seus dentes , latiam loucamente o que as fez dar meia volta e voltar para o carro, com os cachorros em seu encalço.  O dono da casa apareceu então e dominou os cães ,levando-os para um canil e fechando a porta de ferro do mesmo. Após isto veio ao encontro das amedrontadas visitas que estavam encolhidas dentro do veículo, já pensando em fazer o percurso de volta. Após o pedido de desculpas conduziu- as para a casa e as acolheu com uma belíssima mesa de almoço e uma seleção magnífica de LPs. ( Long Play) .
Uma tarde agradável finalizou o passeio e à noitinha voltaram para a cidade, cansadas e felizes, prometendo ao anfitrião que voltariam mais vezes, contanto que prendesse antes de sua chegada os temidos cães.

E mais uma aventura de nossa senhorinha chega ao final.

Eu vou, mas retornarei!!! Com certeza




Leninha Brandão





3 comentários:

✿ chica disse...

Gostando da leitura e de te acompanhar. Bjs praianos, chica

leninha brandao disse...

Obrigada, minha querida " Chica da praia". Aproveite bastante!!!

Dalva Rodrigues disse...

Leninha, bons tempos onde podíamos ter uma aventura assim, sem medo...sem medo de conhecer as pessoas e seus mundos.
Beijos!

Memórias  de uma senhorinha E nossa senhorinha, enfim recebeu o telefonema que avisava da chegada de sua família...  o  coração , r...

Postagens mais visitadas