SONHOS E ENCANTOS

SONHOS E ENCANTOS

domingo, setembro 24, 2017

Memórias de uma Senhorinha

Um mundo totalmente novo se apresentava a uma senhorinha que já se habituara às mudanças e as aceitava sempre com um sorriso nos lábios e muita alegria no coração. E enfeitava a casa, coloria a vida e cuidava do dia a dia

Os filhos se mantinham em contato com ela e informavam sobre os acontecimentos na fazenda... sem a facilidade da tecnologia atual, usavam as ligações interurbanas, difíceis de completar e como não havia telefone em casa, dependendo do vizinho que a avisava que dentro em poucos minutos os filhos a chamariam. E os sentimentos tinham que ser gritados, a saudade e as queixas perdendo a veemência enquanto escoavam pelo fio do telefone.
.....................................................................................

" filho é um ser que nos foi emprestado para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isso mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é expor-se a todo o tipo de dor, principalmente o da incerteza de agir corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo.”
José Saramago
.............................................


E numa destas conversas o filho mais velho avisou que o caçula iria lhe fazer companhia já que a Drinha estava em Iturama a maior parte do tempo. Preocupação dos filhos e alegria para ela e Dudu. 


..................................................................................


O tempo  voou  e enquanto nossa senhorinha tecia seus pensamentos e planejava o  tão desejado momento da chegada do filho, eis que um outro desejo se tornou realidade... foi publicada  no Diário Oficial do Estado de Minas a sua transferência para a E. E. Duque de Caxias, ansiosamente aguardada por ela e que iria trazer-lhe de volta a alegria de novamente ensinar. Dois acontecimentos diferentes porém com uma importância semelhante para sua alma inquieta e "inimiga " da rotina...

Vamos deixar nossa senhorinha a acalentar os seus sonhos e aguardar a realização dos mesmos.


 Aguardem com calma...eu voltarei.

                             Leninha Brandão


9 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida amiga Leninha!
Tão bom reviver doces recordações e a vida segue... com histórias pra contar pra netos e bisnetos... se Deus quiser!
Seja feliz e abençoada!
Bjm de paz e bem

✿ chica disse...

Duas realizações a acontecer que a deixariam muito feliz! Vamos ver como segue...beijos, tudo de bom,chica

Valéria disse...

Que beleza... quanta vida, numa vida... e que boas noticias, para alguém tão cheio de vivacidade, como essa doce menina/senhorinha...quero maisssss das tuas memórias...
Boa semana, minha querida, beijos,
Valéria

Élys disse...

Dois acontecimentos,dois momentos de muita importancia em sua vida...
Um grande abraço. Élys

Beatriz Bragança disse...

Querida Leninha
Agora que me apercebi de que voltou, acho preferível tecer aqui os comentários ao invés de utilizar o Facebook. Se bem que já tentei e não consegui.Vamos a ver hoje!
Pois muito me conta: só alegrias!Não há dúvidas de que «a vida é bela» e nós é que damos cabo dela, como por cá se diz.
A sua escrita é um encanto, bem como ler as suas memórias.
Um beijinho
Beatriz

leninha brandao disse...

Muito obrigada , meus queridos! Não consigo colocar o recurso "responder", porém visitarei as casas de vocês todos hoje mesmo.Bjsssssssss

manuela barroso disse...

Embora afirmes que a tua alegria também foi rebeldia, eu continuo a beber de ti: enfrentar os problemas sempre com uma disposição invejável, a esperança de que amanhã vai ser ainda muito melhor e o certo é que o melhor vem ao teu encontro. Se assim não fosse, onde estaria a tua garra de hoje? Onde estaria a menina que continua a sonhar como quando tinha grandes caracóis? E porque os tens ainda hoje, eles são a memória da beleza da tua juventude que perdura.
Obrigada por me ensinares a procurar a alegria, mesmo nas cores das colchas que coloriam em redor de ti.
Beijinho carinhoso, querida Leninha!

Dalva Rodrigues disse...

Oi Leninha! Como é bom voltar ao passado como telespectador...o que era futuro indefinido hoje todo ao nosso alcance...Mais uma mudança, vejamos como vai se sair nossa senhorinha!
Beijos!

Toninho disse...

Mãezinha sempre lembrei de todas suas memorias
Essa não lembrei

Memórias de uma Senhorinha Abrindo o baú E nossa Senhorinha, tendo já resolvido os problemas dos alunos, poderia tranquilamente so...