Instagram

Seguidores

quinta-feira, setembro 05, 2013

MEMÓRIAS DE UMA SENHORINHA


E vamos encontrar nossa senhorinha, após este lapso no tempo, morando no Rio de Janeiro, mais especificamente no bairro do Catete, no apartamento de sua mãe, com seu filho mais novo e uma grande esperança no coração...dolorosas eram as recordações que carregava e sentia que relembrá-las não faria bem a ninguém. Vamos concordar com ela e baixar uma cortina sobre este tempo...
1974...
Um Rio de Janeiro ainda pacato e tranquilo, foi o que ela encontrou.O Largo do Machado era o local onde se concentravam os amigos da irmã, após a Missa dominical.
A Igreja da Glória, imponente e bela dominava o cenário...as missas eram frequentadas pelo "Grupo Jovem"e ela se adaptou ao grupo e aos participantes, afinal não era grande a diferença de idades entre ela e eles...a tia de dois dos rapazes era funcionária do Banco onde o pai e a irmã trabalhavam e frequentava também o mesmo grupo.Ali combinavam os saraus dos sábados na casa de alguns que tinham piano em casa, as sessões de cinema e as idas à praia sempre em bando...
Os cinemas São Luiz, Azteca e Paissandu

eram os mais frequentados, pela proximidade e também pela programação eclética e atraente.E a seleção de filmes era variadíssima, passando pelos musicais ligados ao rock(Grease,foi visto e revisto)
e atingindo os amados filmes de Fellini e Bertolucci. Aos poucos apresentarei as preferências cinematográficas
 daquele grupo ao qual nossa senhorinha se juntou, na ânsia de voltar no tempo e recuperar a juventude não vivida.Hoje me limitarei a um deles:


Filmes, filmes e mais filmes, não sei por que, mas quando falam em filmes de dança existe um nome que quase sempre é lembrado pelo pessoal da década de 70 e pelos amantes de rock and roll. Estou falando de Grease nos tempos da brilhantina... o mesmo foi inspirado em um livro da década de 50, um romance que conta da historia de dois adolescentes, (Olivia Newton-John) e Danny (John Travolta), que têm um romance nas ferias de verão e acabam se reencontrando na mesma escola, onde Danny faz de tudo para esnobar a garota.Vale a pena ser visto atualmente pois retrata uma década muito interessante em que a juventude começava a vibrar com o Rock.

....................................................................................
Devagar voltarei às memórias da senhorinha...aguardem com paciência, pois, apesar de querer , meu ombro ainda não me permite muitas estrepulias .

Bjsssssssssssss

10 comentários:

Evanir disse...

Leninha , eu estou aguardando com carinho e imensa saudades sua volta.
Espero , que seja breve , pois cada amiga , que retorna enche de felicidade meu coração,
principalmente uma pessoa especial como você
Feliz semana amiga até breve beijos , Evanir.

Mariazita Azevedo disse...

Minha querida amiga Leninha
Como fico feliz em ver que se está recuperando.
Se Deus quiser as melhoras irão continuar, e, em breve, estará junto de nós completamente recuperada para nos encantar com o prosseguimento das aventuras da senhorinha.
Eu já tinha muitas saudades, acredite.
Gostei muito de mais este capítulo que, embora pequenino, nos dá a conhecer um pouquinho mais da "senhorinha".

Que sua semana seja abençoada.
Beijos com todo o carinho
Link para o meu blog principal
Mariazita

Sissym Mascarenhas disse...

Leninha,

Uma viagem ao tempo, tempo de um Rio de Janeiro muito mais tranquilo, muito mais "familiar". Eu me lembro de algumas fotos que colocou aqui.

O Cine Paissandu cheguei a ir raras vezes, mas já estava decadente no meu tempo de jovenzinha. O São Luiz... como mudou, não é mesmo?! E o Azteca, creio que só me lembro dele fechado, de passagem pela calçada.

Beijos

✿ chica disse...

Leninha, que maravilha rever tanto do que vi e curti por lá, naquela época.

Sempre nos encantando com teus escritos lindos e tão bem ilustrados!

ADOREI! beijos,chica e que bom que estás ativa por aqui!!

manuela barroso disse...

Oieeeeee! Leninha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Mas que falta que fazes minha querida amiga! Que saudades de ver este blog aberto à minha curiosidade quer dos caracóis já de uma jovem feita, quer dessas tertúlias na praia saboreando mais que nunca a companhia dos amigos para te dedicares à família.
O encanto da tua forma de escrever está aqui intacta, com as recordações que tambem aqui se fizeram sentir. Mas o que gosto mesmo é da forma como tratas os temas, com o tom coloquial que nos gruda à telinha para te ouvir.
Obrigada minha doce e querida amiga pela tua presença. Não te maces demasiado, vem devagarinho, afinal importa não um capítulo mas uma cena só para te vermos
Um grande e terno abraço

Beatriz Bragança disse...

Querida Leninha
Belíssima imagem!
Falou em 1974:mudava o regime em Portugal.
Lembro-me perfeitamente do filme do Travolta.Quem não se lembra?!!
Eu já estava com 3 anos de serviço na minha carreira.No dia 25 de abril,a meio da tarde,conforme o meu disparatado horário de trabalho(saía às 23h),apresentei-me na escola.Estava fechada e tinha uns soldados a guardá-la(como se alguém lhe fizesse mal!!!).Perguntaram-me o que queria.Respondi que ia trabalhar.
Resposta deles:Hoje,não.Nós somos o Exército de Salvação Nacional.
Salvaram-nos tão bem que hoje vivemos à custa da Europa,com uma enorme percentagem de desempregados,uma meia dúzia de «podres de ricos»,uma grande parte da população a emigrar,os pensionistas a verem as suas reformas a descerem e assim por diante.
Eu ia ao cinema todas as semanas,enfim...tudo acabou.
Continue,Leninha,pois a sua maneira de escrever,encanta.São crónicas que lemos com imenso prazer.Mas...não se canseem demasia.
Quando quiser dar uma passadinha pelo meu blog-VIDA E PENSAMENTOS
http://pegadasdeanjo.blogspot.com
terei imenso prazer em recebê-la.
Bom fim de semana.
Beijinhos da
Beatriz

Anne Lieri disse...

Oi Leninha! Eu tardo mas não falho!...rss..gostei de rever as histórias da senhorinha por aqui!Lindas as lembranças dos anos 70 e Greese eu tb curti muito!bjs,

Arione Torres disse...

Leninha querida, que saudades!!
Espero que volte logo!!!
Beijos e uma semana maravilhosa para você amiga, beijos!!

Toninho disse...

É muito bonito seguir sua historia nesta senhorinha.
Fica sempre esta saudade e a vontade de ler e ver cada vez mais.
Um carinhoso abraço.
Bjo

Vanessa Palombo disse...

Belas recordaçoes....

Bjos