Instagram

Seguidores

segunda-feira, agosto 06, 2012

Memórias de uma senhorinha










Hortência,Antônio Lucas,Margarida,Brandãozinho e Angélica /Sentados:D. Maria José e o Sr Brandão



                    A família reunida

Esta era a sala da casa de Muriaé que nossa senhorinha passou a frequentar aos domingos,conduzida pelo sogro e pelo marido que não dispensavam estas reuniões familiares.
E era uma casa alegre,repleta de risos das crianças,do movimento das cunhadas e da voz forte do sogro,homem de movimentos amplos e coração terno.

As cunhadas eram um capítulo à parte,gostavam de música e a sogra sempre tocava e cantava...Peixe Vivo,na época fazia sucesso e todos se reuniam na sala para cantar.
Uma alegria!

De manhã  iam à Missa , a sogra e o sogro tinham lugar cativo ...quando adentravam a Igreja , para ela se voltavam todos os olhares...muito bonita,alta e elegante,lembrava as heroínas dos filmes de Hollywoood.
 
À noite a Igreja toda se iluminava e era linda,com seus arcos e colunas.E para lá se dirigiam novamente para a benção do Santíssimo e as ladainhas em latim...o sagrado era mais intenso e o aroma do incenso reforçava esta  sensação.

  A Bênção do Santíssimo, segundo o uso atual, entra geralmente um molete à Eucaristia (O salutaris Hóstia, Ave verum), diversos cânticos em louvor de Jesus Sacramentado, de Nossa Senhora, dos Santos e o Tantum Ergo. Todavia, deve-se notar que a parte litúrgica, rigorosamente exigida pela Igreja e formando a essência da Bênção, consta unicamente do Tantum Ergo, do Genitori, do versículo Panem de Coelo com o respectivo responso e da oração Deus qui nobis, precedentes a Benção do Santíssimo.
Para a Bênção do Santíssimo, o celebrante veste sobrepeliz, estola e capa. Por duas vezes, após a exposição e no Genitori, incensa-se o Santíssimo Sacramento. É sinal de honra e adoração, tributada a divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo presente na Hóstia consagrada.
Parecia que a nossa amiguinha se sentia no céu ao acompanhar as cerimônias...talvez a sua fé fosse mais ligada ao profundo encanto que as palavras em latim exerciam sobre ela...à infância no Colégio de freiras,aos hábitos adquiridos com a mãe,só sei que na época era algo muito forte em sua vida.
Após as orações, a visita à casa dos pais da sogra(o pai já havia falecido)onde se reencontrava com a doce vovó Gabriela.A casa ficava em frente à Igreja e era uma construção  sólida e atraente com sua varanda e duas escadas de acesso à mesma.

Do lado direito,a casa branca
  • Vamos voltar à casa e às cunhadas,muito importantes na vida de nossa senhorinha.A primeira da foto inicial,Hortência,bonita morena,alta e simpática.Já estava casada e tinha três filhos nesta época,tendo tido mais um depois que se conheceram.Tinha um gênio forte e impulsivo,lidava com as empregadas da casa com pulso firme e era o braço direito da mãe.Fez seus estudos em Juiz de Fora,no Colégio Stella Matutina, onde era exímia jogadora de volley.Saudosa deste tempo,fez da cunhada sua confidente e lhe mostrava as fotos com seu time,deslumbrando a nossa menina com suas recordações.Adorava o pai,era seu ídolo e tudo fazia por ele.Elas se tornaram grandes amigas. Seus filhos eram arteiros e ela uma mãe muito enérgica.

  •   A segunda na foto,era a mais nova,Margarida,morava no Rio e só aparecia nas férias.Os filhos,adoravam vir à casa dos avós e era uma felicidade quando se reuniam 
  • .Era muito independente,dirigia seu próprio carro e sua elegância e beleza a todos encantavam.Muito fina e educada, também tinha um temperamento forte,suas empregadas a respeitavam muito.Quando chegava,movimentava a casa.
A mais velha, e última na foto, se chamava Angélica,era farmacêutica,mas não exercia a profissão,morava em uma fazenda em um local próximo à Muriaé ...o nome da fazenda era Chalé e foi herança que o marido recebeu dos avós,Barões do tempo do Império,cujo brazão adornava a sala de estar da imensa casa.Ela cuidava da fazenda com o marido e tinha quatro filhas,lindas e altas,com aspecto nobre e delicado.

O cunhado era também casado e sua esposa,Marlene se tornou uma de suas melhores amigas.Tendo sido criadas na mesma rua em Muriaé,a rua São Pedro,participaram das mesmas brincadeiras e tinham muitas afinidades.
Haviam se casado um ano antes e já tinham um filho,um bebê forte e grande,o José,mesmo nome do avô e do pai.
................................................................................................
                                                                                                                                                          
                                                                                             


E os sábados e domingos transcorriam alegres e barulhentos...o pai sentia ciúmes da nova família que tomava tanto tempo da filha...mandou fazer um novo quarto na casa para que ela tivesse o seu cantinho e não ficasse somente na casa do sogro.Ela sempre gostou de decoração e transformou o quarto de acordo com seu gosto na época,enfeites hippies,colcha de chitão e alegres cortinas na janela.E uma bela cama "patente",para completar...
.Seus livros ficavam em um cômodo na parte de baixo da casa e lá ela estendeu um belo tapete ,um colchão forrado de cetim e mil almofadas coloridas...era o seu refúgio.

A irmã e o irmão adoravam ficar com ela e ouvir as histórias que contava...tinha que dividir o tempo entre as duas famílias.
Sonhos?Ela os tinha,muitos.Desejos?Também, e um deles era ter um filho...e já estava a esperá-lo.
A mãe e a avó se desdobravam para fazer o enxoval...sapatinhos,camisas de pagão,camisolinhas,cueiros,babadores e fraldas.Porque as fraldas eram feitas em casa,embainhadas e alvejadas...
Os lençóizinhos eram bordados em ponto matiz e mais outros que a avó lhe ensinava.Linhas coloridas passaram a fazer parte do seu dia a dia...

 
E todos se empolgavam...


Mas só na semana que vem iremos falar sobre esta doce espera.Aguardem!!! 
 

 


46 comentários:

Moro em um Kinder Ovo disse...

Como eu acho bom rever estes lugares e estas pessoas que também fizeram parte da minha história. A igreja foi reformada recentemente e preservaram o altar e o piso. O muro, está sendo finalizado. E eu sou apaixonada por estas casas. Estão bem preservadas, até hoje.

Marly disse...

Leninha,

A vida naquela época tinha tantos encantos! e muitos deles eram ligados aos mistérios que as pessoas ainda iam elucidar, às expectativas que elas tinham e à muita fantasia que alimentavam, não é verdade? Mas havia também os encantos bem reais e concretos, como os que a gente pode claramente perceber através do seu relato.

Beijo

✿ chica disse...

Que delícia.A começar pelo PEIXE VIVO... Linda foto, cada personagem com seu traço físico e típico e até o ciúmes do papai, pela filha ficar muito nos sogros. E esse bordado? Quem nao fez? Lindo! Curiosa, já espero a próxima...LINDO!!beijos,chica

Ivana disse...

Leninha
Que viagem no tempo! Um tempo tão bonito e feliz que não volta mais. Que linda a foto, uma família muito elegante. Que família bonita, elegante! Vou aguardar ansiosa essa doce espera, rsss
Uma ótima semana, bjs

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha querida !
Lendo mais um capitulo dessa história da vida real,fico imaginando o quanto essa senhorinha aprendeu com a vivência do que é ser rico...as fotos por si se revela a integridade da família diante da sociedade...
bjssssssssssssss

casa de fifia disse...

LENINA VENDO ESSAS FOTOS,E LENDO O SEU TEXTO, ME DAR ATè SAUDADE DE UMA ÉPOCA QUE NÃO VIVI, UM TEMPO DE RESPEITO, DIGNIDADE, PUREZA DE CARÁTER...UM TEMPO SEM VULGARIDADE.
UM OUTRO TEMPO....
GEAN BACIONE SINHORINA

coresdocaminho - Alice disse...

Oi amiga querida, que delicia ler essas historias, fico sempre a esperar pela proxima semana..rsrs
Bjks e otima semana

Élys disse...

Lendo e vendo as fotos destas tuas postagens, sempre me dá saudade daqueles tempos de uma ingenuidade tão bonita.
Beijos.

ValeriaC disse...

Oh minha querida, eu viajo com estas lembranças...que lindos e elegantes todos eles... parece que me sinto lá...junto à vocês...
Beijinhos,
Valéria

Anne Lieri disse...

Leninha,que fotos mais lindas!Essa história está encantadora!Vamos esperar pelo bebê!...rss...bjs e boa semana!

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Leninha.


Elegância e beleza ornamentam essa fotografia nostálgica.

Lugares lindos, rotina deslumbrante.
----------------------------

(Eu adorava a missa e os cânticos em LATIM).

Continuo aguardando o desfecho dessa princesa.

Muitas bênçãos.

Beijos.

Amapola disse...

Ah...
Esses bordados eram delicados e tão românticos.

Beijos.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Vim ontem, li e reli hoje, me foi encantando, para comentar esse "pedaço", tão importante, para a harmonia entre as duas famílias, que devem tornar-se em apenas uma. Com alegria, constato que assim se deu. Uma senhorinha educada, entrando para um faília educada, não poederia ser diferente.
Que bela forma de apresentar os sogros e os cunhados. Linda família! Certeza de união feliz.

Os rituais da Missa e a Adoração do Saníssimo, me fez voltar ao passado tão vivo, asim como o seu.

Virei, para chegada da Cegonhamiga.
Boa semana, beijos com afeto,
da Lúcia

Calu disse...

Doces lembranças duma época tão cheia de requintes e tradições.As domingueiras em família,a espera do bebê, os preparativos, o enxoval, tudo palmilhado de carinho.
Doces tempos.Lindas lembranças.
Bjkas, gentil senhorinha,
Calu

OBS:adoro teus ricos comentários lá no blog.Bjos.

Ivani disse...

Ah! Leninha, que familia linda a do seu marido! que mulheres lindas, de postura nobre, roupas elegantes!
como deve ter siso bom viver essa epoca com uma familia tao bonita.
nao vejo a hora de saber de sua gravidez.
estou adorando viajar no tempo com voce.
ando tao ocupada amiga, tao preocupada tambem.
mas tudo vai passar, minha nora esta meio doente, amanha tem cirurgia, mas vai acabar tudo bem.
portanto, se deixo de visita-la por favor perdoe-me, mas logo coloco minhas visitas em dia.
adoro ler voce amiga, beijos e uma boa semana.

Renata Guidinha disse...

É minha querida, mais uma vez vc vai me deixar curiosa com o desenrolar da história... Já chamei até o marido pra ler. Sua narrativa está aprovada por ele tbém.
Estou andando muito devagar nos comentários dos blogs, pois tenho recebido visitas e mais visitas aqui no chatô. A casa anda animada, graças a Deus! Ainda não circulei pelos outros blogs da Dona Leninha, mas chego lá, viu?
Bjks

Severa Cabral(escritora) disse...

Passei por aqui só para ler-te com a calma que nos faz reviver esses momentos...eu amo tudo que leio aqui,viajo junto com teus pensamentos...
bjs de bom dia !

SOL da Esteva disse...

Saudades desses tempos, eu tenho-as. Fazeres notar certos pormenores de costumes comuns mais me transportam á época dos teus Relatos.
Adoro-os.
A cegonha já vem a caminho...


Beijos



SOL

Anônimo disse...

Mãezinha,

Adorei saber que já estou no bico da D.Cegonha...e estou aflito para ler o próximo capítulo.

Bjssssss,
Toninho

Helena Chiarello disse...

Quantas lembranças, quantos momentos gostosos aqui, Leninhamada!!
Tão bom ler essas memórias... Tão gostoso lembrar, por tuas palavras, momentos tão semelhantes em ternura, esperas, alegrias...

Um beijo no coração e obrigada por partilhar com a gente essa história tão especial e bonita!

Meu sempre carinho...

Patricia Galis disse...

Adoro seus post da uma saudade na gente rs..

ps: te adc com meu novo perfil o outro travou rs.

Toninhobira disse...

Beleza e riqueza de descrição que ns coloca em tempo no ambiente.Gosto de ver as fotos amiga.
Vamos seguindo e lembrando e curtindo uma saudade das Gerais.
Meu terno abraço.
Bjo.

lis disse...

Oi Leninha
Suas recordações sempre detalhadas de modo a pensarmos estar lá naquele tempo ... bom! e a admiração que sentia pelas cunhadass a faz também vê-las assim de um modo singular destacando as virtudes e beleza.
Generosa com as palavras e sempre gentil e delicada nos adjetivos.
Adorei p lençolzinho bordado a mão ,( esses pontinhos eram uma graça) ,nunca mais vi, minha primeira filha tinha uma colchinha que foi passando para os outros até chegar nas netas rrs) .Os pontinhos já se desmanchavam rsrs)
Muito bom recordar , excelente post.
um abraço Leninha

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Continua deslumbrante o seu modo de contar as suas lembranças, que delícia fazer essa viagem contigo. Eu ainda peguei um pouquinho dessa época, quee me traz doce nostalgia, tempos que deixarão marcas pra todos que por lá passaram... como tudo mudou, como tudo está tão diferente...
Um beijo, querida! um dia lindo!!

Arione Torres disse...

Oi Leninha, lindo o seu post.
Suas memórias são mágicas amiga!
Tenha um ótimo fds!
Com carinho,
Arione

Ange disse...

Querida amiga Leninha, por motivos de saúde ando ausente...
No entanto sinto muitas saudades do contacto com muitos dos amigos através dos blogs. Aproveito esta tranquila manha de domingo, onde (sentindo-me banhada de fé que, em muito breve estarei totalmente recuperada pela luz Divina), voou por alguns dos blogs amigos para matar a saudade. Desculpe minha ausência.
Obrigada pela generosidade das suas palavras e a insistência de seu VALIOSO gesto.
Um lindo e abençoado domingo para você.
Ange.

Gaivotadourada22 disse...

Leninha...
Maravilhoso tudo por aqui... Sinto falta de poder acompanhar como antes, estou (por força maior) afastada da internet. Mas quando posso venho e te digo que é uma alegria partilhar de sua página. Tudo que encontramos aqui é lindo e importante para nos mostrar que a vida vale mesmo ser vivida guardando cada momento, cada sentimento... Só assim entenderemos e viveremos dando e recebendo amor!!!
Beijo grande em teu Coração!!!

Su disse...

Leninha, essas lembranças contadas assim, em detalhes são um presente pra que te lê... viajo junto contigo, mergulho nas tuas histórias, entro nas salas arrumadas, na postura elegante de sua família, pois passaram a ser sua família também... passeio pela igreja contigo e ouço o canto e o latim... vejo a doçura de tuas lembranças sentidas como se tudo tivesse sido apenas ontem... E esse lindo bebê que está por chegar... (já sei quem é, rsrs...)

beijos minha linda, e aproveite seu passeio por aí, e você tem razão, eu adoraria entrar agora e assistir uma missa na igreja de Santa Rita...

linda semana pra ti, obrigada pelo seu carinho e fica com Deus.

Su.

Carla Fernanda disse...

Uma visita de domingo que me fez viajar por lugares e biografias distintas.
Saudações!
Carla Fernanda

LUCONI disse...

Leninha você realmente escreve linda história fazendo-nos viajar no tempo, uma delicia, eu me esqueço te lendo, sempre termino de ler e vou para as postagens mais antigas, ah sou muito curiosa, beijos Luconi

Nós Os Cachorros disse...

Leninha minha querida, hoje a homenagem é pra ti!!!

http://nososcachorros.blogspot.jp/2012/08/blog-sonhos-e-encantos.html

Espero que goste!!!

Beijos

Sissym disse...

Leninha, gosto de ler suas memorias. Acabo voltando no tempo, chego às minhas. Já tenho como escrever tambem passagens saudosas.
Eu nunca mais voltei à cidade onde morei por 8 anos, era criança e tenho otimas recordações. Eu sei que a cidade mudou muito, cresceu bastante. Não sei se me assustaria vendo o que hoje ela representa ao Brasil.

Beijos e uma otima semana para todos.

Severa Cabral(escritora) disse...

Hoje estou passando para lhe desejar um ótimo Dia dos Pais... parabéns extensivos para vc e todos os pais... parabenize os dos amigos que tem um..rs.Tudo de bom, fique com Deus!

R. R. Barcellos disse...

Aqui o passado se faz presente. E fecha-se o ciclo mágico: Sonho, Esperança, Realidade, Lembranças... e de novo, Sonho.

Abraços, Leninha.

Carla Fernanda disse...

Os enxovais de antigamente eram tesouros preciosos. tenho algumas peças, mas do casamento da mamãe.
Bem vinda Leninha!

Boa noite!

Zilani Célia disse...

OI LENINHA!
SABES QUE VENHO AQUI NA MAIOR EXPECTATIVA, PARA VER SE ESCREVESTE MAIS UM PEDAÇO DE TUA HISTÓRIA.
ESTOU ADORANDO.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Zilani Célia disse...

OI LENINHA!
SABES QUE VENHO AQUI NA MAIOR EXPECTATIVA, PARA VER SE ESCREVESTE MAIS UM PEDAÇO DE TUA HISTÓRIA.
ESTOU ADORANDO.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Eloah disse...

Querida que belas lembranças.O tempo não teria sentido se não fossem as lembranças que abrigamos na alma.Adorei teu post.Parabéns por compartilhar.Bjs Eloah

Majoli disse...

Leninha querida, sempre viajo contigo nas lembranças, e, em cada novo relato me torno uma das personagens...e isso é algo ímpar.
Bom demais estar contigo por aqui e por lá.

Um beijo enorme, cheio de carinho.

lenalima disse...

Que delícia ler suas postagens!
bj

Livinha disse...

A viagem é magnífica, contornando muito bem seus detalhes, de tal forma que nos transporta a viver o quadro que delineias com todo o requinte de quem sabe contar.

As roupas, as nuances, os trejeitos faciais nas fotografias, tudo nos leva aos encantos de um dia, as belezas de época.
A realeza familiar em sua performance, as artes, os trabalhos e o mais importante, os encontros dominicais que hoje já não mais se vê, como o respeito, a transparência e o compromisso unico que a todos envolve.

Eu me arrepio e fica na leitura aquela saudade de um tempo que não volta mais. Quisera o avanço de agora não houvesse desmanchado os encantos madrigais.

Fico no aguardo de acompanhar mais de perto o encadeamento desta história que ´maravilhosamente sabes contar...

Bjs

Livinha

Alfa & Ômega disse...

Leninha, uma delícia você nos fazer voltar a um tempo tão bonito, tão puro e de fartura! Pena eu não poder acompanhar como eu queria! Mas deu para ter uma noção de sequência lendo os outros que são tão adoráveis! Grande abraço meu!

Ramana disse...

Obrigada amiga pela visita,

Fiquei feliz por ter gostado da postagem. Vou pesquisqar mais coisas do Pe. Reginaldo Manzotti no You tube. Ele é uma benção mesmo!. Aproveitei para fazer uma visita no seu cantinho, cheio de memórias. Muito legal! Eu também escreví minhas memórias da minha INFÂNCIA. Coloquei em Todos os Marcadores, com o nome - Memórias que não se apagam - ficam para sempre, não é? (está no final mesmo do layout do blog. Um gde abraço, da amiga, Ramana

Anônimo disse...

Expert services stay remarkably sought for payday cash advances and payday loans. Most people go on to find it difficult to are living in typically the passions in the loan merchants fork out incomes and additionally immediate. Such compact funds isn't really a good solid part of each of our world actually, they are round for several years of hospitality attire mode or perhaps a second. I am going to go on to advertising to get more restrictive limitations along with think regulations you will find bit of punishment. To be able to constrict this debtor for a routine involving bill, these are a bit short-term borrowings, offers assistance in order to those who are working hard in many places
pożyczki dla firm
kredyt bez bik
witryna www do zobaczenia tutaj
przeczytaj więcej o tej informacji
pożyczka bez bik

Anônimo disse...

http://iphonewild.net/ http://www.iphonewild.net/

acne scars
baby acne
best acne treatment
acne treatment
http://howtogetridofacnescarss.webs.com/
baby acne
baby acne
acne treatment
cystic acne
acne scars
acne.org
how to get rid of acne scars
best acne treatment
best acne treatment
acne treatment
http://home-remediesfor-acne.webs.com/
acne scar treatment
acne scars
adult acne
cystic acne
how to get rid of acne
Credit Card Consolidation Loan
Tbilisi Hotel
completely free dating sites

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis generique
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ vendita cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ comprar cialis